Ransomwares se destacam nas vulnerabilidades encontradas em julho

O mês foi marcado pela descoberta de novos ransomwares (um deles inclusive espalhado com financiamento de uma nação), o risco representado pelos C&Cs, e uma lista das URLs mais envolvidas em incidentes no mundo

Por: Redação, ⌚ 16/08/2022 às 10h38 - Atualizado em 16/08/2022 às 10h38

A ISH Tecnologia divulga um relatório mensal onde aponta as principais vulnerabilidades e ameaças digitais encontradas pela sua equipe de pesquisa e avaliação de riscos no mês de julho. 

 

O mês foi marcado pela descoberta de novos ransomwares (um deles inclusive espalhado com financiamento de uma nação), o risco representado pelos C&Cs, e uma lista das URLs mais envolvidas em incidentes no mundo.  

 

Confira a lista das vulnerabilidades encontradas pela ISH:

 

MedusaLocker 

 

É um grupo observado desde maio de 2022. Sua operação está principalmente baseada na exploração de vulnerabilidades do RDP (“Remote Desktop Protocol” – “Protocolo de Desktop Remoto”, utilizado para acessos remotos à máquinas).  

 

Os atores de ameaça também usam frequentemente campanhas de phishing e spam por e-mail — anexando diretamente o ransomware ao e-mail — como vetores iniciais de invasão.

 

Maui 

 

Trata-se de um ransomware utilizado por grupos norte coreanos que recebem financiamento estatal para seus ataques. Seus primeiros incidentes datam de maio de 2021 e, ainda que os vetores iniciais de seus ataques ainda não sejam completamente conhecidos, têm focado em empresas públicas e privadas do setor da Saúde.

 

C&C com Brasil e EUA na mira 

 

No setor, C&C refere-se a um servidor de Comando e Controle. Trata-se de um computador controlado por um cibercriminoso usado para enviar comandos a sistemas comprometidos por malware, e receber dados roubados de uma determinada rede alvo.

 

A ISH alerta para o domínio “mwenautica[.]com”, utilizado como C&C, e que tem afetado, principalmente, Brasil e Estados Unidos.

 

“ainaksis[.]com” – URL suspeita

 

Outro levantamento feito pela ISH aponta as principais URLs envolvidas em ataques no mundo. Em julho, destacou-se a URL “ainaksis[.]com”. Acessada com mais incidência no Brasil (123.598), Itália (32.708), Alemanha (13.171), Índia (13.425) e França (12.886). 

 

Possui taxa de detecção baixa, e está relacionada à campanhas de phishing de dispositivos Apple, contabilizando mais de 250 mil ataques. 

 

Abaixo, a ISH também lista outros endereços suspeitos detectados no mês: 

 

“vencedores verdadeiros . cloud”

“donttbeevils . de”

“wp 20 . ru”

“rtbx heart bid . com”

“whoutsog . net”

“ugroocuw . net”

“koodegul . net”

“xtfycjyzoqit . com”

“thaiguxu . com”

 

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS