Fortinet lança serviço de capacitação em cibersegurança

Por meio de um pacote gratuito de conteúdo, o InfoSec Awareness visa ajudar as organizações a aumentar a conscientização sobre os riscos de ataques cibernéticos para seus funcionários

Por: Redação, ⌚ 05/08/2021 às 18h51 - Atualizado em 05/08/2021 às 18h51

A Fortinet acaba de lançar o InfoSec Awareness, serviço gratuito de conscientização e treinamento em Segurança da Informação, voltado para qualquer tipo de organização, privada ou governamental, que busque educar seus funcionários sobre os crescentes riscos de ataques cibernéticos. Por ser um serviço gratuito e sem limite de participantes, a companhia espera atingir o maior número de empresas brasileiras.

 

Ao inscrever-se no programa, as organizações terão acesso a um pacote completo de capacitação, que inclui vídeos, avaliações e certificações, além de materiais de divulgação interna sobre a importância da cibersegurança, gráficos de conscientização, painel de estatísticas para monitorar o progresso dos funcionários etc. Todo o material estará disponível no idioma local, incluindo o português no Brasil, com aulas online e individuais, os participantes poderão fazer o treinamento no seu próprio ritmo.

 

De acordo com a Fortinet, o objetivo é fornecer informações básicas a todos os funcionários de uma empresa, não importando a área de atuação, ou seja, não está destinado à área de TI/segurança, mas sim a todos os departamentos, da recepção aos diretores, pois qualquer pessoa está sujeita a abrir um e-mail de phishing, por exemplo.

 

O curso mostra como não cair em golpes, como cuidar das informações pessoais e da empresa, como identificar um link malicioso, entre outras iniciativas. Todos as pessoas são responsáveis por manter a empresa segura e, com esse conhecimento, a Fortinet espera colaborar com o combate ao crime cibernético.

 

A iniciativa faz parte do programa global de conscientização do Instituto de Treinamento Network Security Expert (NSE) da Fortinet e tem como meta colaborar no combate a crimes virtuais, especialmente os de ransomware, que aumentaram sete vezes apenas no segundo semestre de 2020, segundo o FortiGuard Labs, laboratório de inteligência de ameaças da Fortinet.

 

“As organizações precisam garantir que seus funcionários saibam como identificar e se proteger contra todos os tipos de ameaças à segurança cibernética. De 2018 a 2020, o número de ameaças internas, ou seja, aquelas que se iniciam de alguma forma nos próprios funcionários, aumentou 47%, de acordo com um relatório do Ponemon Institute”, diz Rob Rashotte, vice-presidente de Treinamento Global e Capacitação Técnica de Campo da Fortinet.

 

“Esses esforços baseiam-se no compromisso contínuo da Fortinet com a conscientização e a proteção de todos os individuos que utilizam a Internet, uma vez que 95% das violações são causadas por erro ou descuido humano.”

 

O curso traz noções básicas de cibersegurança e informações sobre as ameaças mais comuns, os tipos de criminosos, suas táticas e o que fazer para não cair em golpes que podem comprometer toda a companhia.

 

Ao fazer com que todos os funcionários se lembrem de aplicar as melhores práticas de segurança em suas atividades diárias, as empresas não apenas aumentam a proteção de suas informações e sistemas, como também cumprem as exigências de conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e as auditorias de negócios.

 

 

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS