Dia das Mães: dicas de como se prevenir de golpes cibernéticos

Com a plataforma possoconfiar.com.br, os usuários podem checar, de forma gratuita, se o site é ou não confiável

Por: Redação, ⌚ 30/04/2021 às 16h14 - Atualizado em 30/04/2021 às 16h15

O varejo muito se beneficia do calendário sazonal de comemorações no Brasil. Dia das Mães é a segunda data comemorativa que mais rende lucros no país, atrás apenas do Natal – desconsiderando a Black Friday.

 

Entretanto, da mesma forma que as vendas aumentam, as detecções de fraudes digitais como o phishing, páginas e perfis falsos nas redes sociais que funcionam como “iscas” no ambiente virtual para roubar dados sensíveis, como logins, senhas e informações de cartão de crédito, também crescem.

 

A Axur detectou um crescimento aproximado de 60% no número de casos de phishing no mês de maio, entre os anos de 2019-2020. “No ano de 2020 foram detectados 3.591 incidentes, e para este ano, aguardamos pelo menos o mesmo crescimento, levando em consideração o alto número de ataques cibernéticos que vem ocorrendo desde o início de 2021”, comenta Fábio Ramos, CEO da Axur.

 

Para garantir uma compra mais segura, a Axur oferece o PossoConfiar.com.br, uma  plataforma que permite ao usuário identificar gratuitamente e em segundos se o site no qual ele está comprando é seguro ou fraudulento. A ferramenta é de fácil uso e também permite aos  usuários que compartilhem o resultado da análise e alertem outras pessoas sobre sites falsos.

 

“Por meio do PossoConfiar.com.br, mostramos o perigo dos riscos digitais não apenas para os consumidores, mas também para as empresas que têm a sua marca usada como isca pelos bandidos, e podem ter sua reputação atingida”, completa o executivo e especialista em segurança da informação.

 

A Axur listou também algumas dicas principais para ajudar a população na verificação de uma possível fraude, ou não:

 

• Compre em sites confiáveis: Desde eletrônicos, até roupas e sapatos, lembre-se sempre de entrar diretamente no site da empresa, digitando a URL no navegador, e comprar nos sites que já são conhecidos. Aquele termo “bom demais pra ser verdade” cabe exatamente nos casos das promoções relâmpago que aparecem nas redes sociais, compartilhadas em grupos de amigos. Se isso gerar dúvida, entre diretamente no site da empresa e verifique se essa promoção existe mesmo, ou acesse com.br e confira em segundos se o site é legítimo.

 

• Não cadastre seus dados em tudo: Antes de cadastrar os dados, confirme se é um site de confiança. Nessas horas, é bom inclusive checar nos sites de reclamação se já há algum registro de outros usuários, e qual o tipo de reclamação.

 

• Preste atenção nos links: Não clique em todos links que você receber. Domínios como alguma-coisa-relacionamento.com e alguma-coisa-oficial.com são domínios muito utilizados em tentativas de golpes.

 

• Não confie totalmente em sites criptografados: Aquele famoso cadeado que aparece na aparece na barra de endereços, à esquerda do endereço web, quando você visita um site, conhecido como simbolizar um site seguro, não é mais tão confiável. Agora, muitos criminosos já conseguem criar sites fakes com o cadeado de criptografia e se passam por sites seguros.

 

• Use e abuse dos cartões de crédito virtuais: sempre que possível utilize cartões de crédito virtuais, aqueles criados por meio do aplicativo do seu banco, e que tem validade para apenas uma transação ou com um limite de valor igual ao da compra. Isso diminui muito o impacto caso os dados de cartão sejam capturados em um site que você não confia 100%.

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS