VMware reforça posicionamento no mercado de Segurança

Durante o VMworld 2020, que acontece essa semana 100% online, companhia destaca a estratégia Intrinsic Security, que consiste em promover proteção para nuvens públicas e privadas, força de trabalho distribuída e data center virtual. Empresa também destaca atuação no conceito SASE

Por: Léia Machado, ⌚ 01/10/2020 às 10h34 - Atualizado em 05/10/2020 às 18h49

A pandemia causada pelo novo coronavírus criou um senso de urgência em todo mundo. Os líderes estão sendo pressionados em todos os sentidos, desde a continuidade do negócio a lançamentos de produtos e serviços, sem perder de vista a digitalização e inovação. Diante desse cenário de superação dos desafios e preparação o futuro do negócio, os líderes vivem o dilema de capacitar uma força de trabalho distribuída, produtiva, móvel e segura.

 

Atenta às necessidades da atualidade, a VMware vem se posicionando com um player facilitador para auxiliar os clientes nessa jornada de transformação e superação. Durante o VMworld 2020, que acontece essa semana 100% virtual, a VMware anunciou diversos lançamentos que estão posicionados em cinco grandes frentes: modernização de aplicações, multicloud, digital workspace, virtual network e segurança intrínseca para infraestrutura digital, um reforço na proteção de nuvens públicas e privadas, além da operação da força de trabalho distribuída.

 

Para muitas organizações, a migração para a nuvem teve que acontecer rapidamente e em grande escala para garantir a continuidade dos negócios em meio à pandemia global. Conforme as infraestruturas de cloud computing proliferam, as vulnerabilidades aumentam. A sofisticação dos invasores, ameaças à segurança, violações e explorações estão mais prevalentes do que nunca.

 

“O mundo mudou e a Segurança também. Hoje, o maior desafio é entender um comportamento suspeito, principalmente no ambiente cloud. Por isso estamos focados em entregar uma segurança integrada, do endpoint à computação em nuvem”, destaca André Andriollil, CTO LATAM da VMware durante coletiva de imprensa realizada essa semana no VMworld 2020.

 

A companhia apresenta uma variedade de soluções e serviços para ajudar os clientes a sobreviver e prosperar no mercado mais turbulento dos últimos tempos. Uma das novidades é o novo conceito no mercado de Segurança, o Secure Access Service Edge (SASE). Andriolli reforçou que a companhia está apostando neste novo serviço que engloba a proteção de firewall, SD-Wan, Workspace com autenticação Zero Trust e outros recursos modernos. “Isso facilita a proteção por ser um serviço totalmente integrado e pago pelo uso”, completa.

 

A VMware SASE Platform converge rede e segurança em cloud e acesso à rede zero trust, com objetivo de entregar proteção flexível, ágil e escalável.

 

Nuvens protegidas

 

Apresentado durante o evento, o VMware Carbon Black Cloud Workload oferece proteção avançada desenvolvida especificamente para aplicações modernas de forma a reduzir a superfície de ataque e fortalecer a postura de segurança. A tecnologia combina relatórios de vulnerabilidade priorizados e reforça os recursos de prevenção, detecção e resposta. O objetivo é proteger cargas de trabalho em execução em ambientes de nuvem virtualizada, privada e híbrida.

 

A solução, integrada ao vSphere, combina a experiência em segurança da Carbon Black com o conhecimento da VMware em data centers para criar segurança nas aplicações. Os clientes também podem experimentar uma avaliação gratuita de seis meses do VMware Carbon Black Cloud Workload Essentials, disponível para todos os clientes atuais do vSphere 6.5 e VMware Cloud Foundation 4.0.

 

Segurança de ponta a ponta

 

A detecção e resposta a incidentes de segurança nunca foi tão crítica ou desafiadora. Um relatório de junho da VMware Carbon Black descobriu que 94% das organizações em todo o mundo sofreram uma violação de dados.

 

A Detecção e Resposta Estendida (XDR) promete uma abordagem unificada para detecção e resposta a incidentes de segurança que pode alavancar múltiplos domínios – do endpoint à carga de trabalho, do usuário à rede. A estratégia alavanca uma combinação de tecnologias de segurança e integrações de plataforma para criar uma solução XDR que seja extensível e intrínseca.

 

No quesito força de trabalho, os desafios são enormes e a segurança precisa ser pensada no contexto da experiência do funcionário para maximizar a produtividade e o engajamento. Para permitir essa abordagem diferenciada, a companhia apresenta também recursos expandidos para a plataforma VMware SASE com recursos de Zero Trust, o Workspace Security VDI e o Workspace Security Remote.

 

“Em meio a uma disrupção global, a chave para a sobrevivência de muitas empresas foi uma mudança acelerada para a nuvem e, por fim, a inclusão de produtos de segurança em seus data centers”, afirma Sanjay Poonen, COO de operações de clientes da VMware. “É hora de repensar a segurança para a cloud. As organizações precisam de proteção no nível de carga de trabalho, não apenas no endpoint. O futuro da nuvem deve andar lado a lado com uma melhor maneira de proteger dados e aplicações”, finaliza o executivo.

 

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS