O que esperar da Cyber Security em 2022?

Amanhã, Security Leaders inicia uma jornada de três dias no ar, reunindo mais de 100 C-Levels e especialistas em sua agenda e milhares de líderes e profissionais de SI em todo o Brasil para responder essa e outras perguntas

Por: Redação, ⌚ 16/11/2021 às 19h14 - Atualizado em 17/11/2021 às 19h33

A Segurança da Informação mudou. Hoje ela precisa ser resiliente, estratégica e disruptiva. E o Congresso Security Leaders acompanhou essa trajetória em 12 anos de existência e amanhã (17) inicia uma nova jornada de três dias no ar, reunindo mais de 100 C-Levels e especialistas em sua agenda e milhares de líderes e profissionais de SI em todo o Brasil para entender como os profissionais de SI podem alcançar esses três pontos.

 

Se em 2021, o cenário apontava para momentos críticos com profundos impactos do cibercrime nos negócios, o que fica neste final de ano é uma grande reflexão de como elevar o nível de maturidade em SI. O que esperar da Cyber Security em 2022? Essa será a grande pensata nos três dias diante dos temas mais relevantes do setor.

 

Na programação do primeiro dia de Security Leaders, o destaque vai para a abertura com o Keynote Speaker de Marcelo Toniolo, Executive Vice President | Chief Risk Officer | Compliance | AML | Fraud Prevention | Cyber Security da Cielo. Ele vai falar sobre A nova era da Gestão do Risco Cibernético sob a ótica da Alta Administração e do C-Level Management.

 

Ao longo do dia, o público do evento poderá acompanhar palestras e painéis de debates com temas como cultura de cibersegurança, ecossistema seguro, segurança na nuvem e automatizada, além do Case da Dasa e do Keytone Speaker de Marcos Sêmola, EY Partner, que vai falar sobre como destravar o líder para investir adequadamente em privacidade de dados.

 

As inscrições para a 12ª edição do Congresso Security Leaders estão abertas e são gratuitas.

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS