LGPD entra em vigor. E agora?

Na noite de ontem (17), o presidente Jair Bolsonaro sancionou a MPV 959/2020 e Lei Geral de Proteção de Dados passa a valer a partir desta sexta-feira. As empresas estão preparadas?

Por: Léia Machado, ⌚ 18/09/2020 às 10h06 - Atualizado em 21/09/2020 às 19h03

A Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor nesta sexta-feira, 18 de agosto. Na noite de ontem (17), o presidente Jair Bolsonaro sancionou a MPV 959/2020 a poucas horas da expiração do prazo. Com isso, as medidas de proteção e privacidade dos dados dos brasileiros deverão ser tratadas imediatamente pelas empresas e órgãos públicos.

 

Agora, cada empresa vai responder essa questão colocada no título da matéria de uma forma. Existem aquelas que independentemente do prazo, já estavam se preparando para estar em conformidade com a LGPD, mas, de fato, a grande maioria está acelerando o passo para se adequar às novas regras de proteção de dados.

 

Daqui pra frente, a corrida da adequação terá diversos sabores. As organizações mais maduras no tema de Segurança da Informação estão mais adiantadas, algumas, inclusive, correram para nomear DPOs. Muitos CISOs hoje se tornaram Data Protection Officer neste primeiro momento.

 

Mas o maior desafio será para as médias e pequenas empresas, que estão redesenhando estruturas internas de TI e Segurança para incluir na pauta o tema de proteção de dados. O que abre um mar de oportunidades para o mercado de serviços, tanto de Segurança quanto consultorias e escritórios especializados em direito digital.

 

A Security Report fez uma série de matérias sobre o tema e um painel dedicado à anonimização de dados junto aos especialistas diretamente ligados ao assunto. O tema entrou de vez na pauta e a publicação trará ainda mais matérias, artigos e programas para disseminar a cultura de Segurança e proteção de dados em todo país.

 

Matérias relacionadas:

LGPD de volta aos trilhos: anonimização de dados na visão de quem lida diariamente com o tema

Qual maior impacto causado por um vazamento de dados: reputação ou perda financeira?

Mitos e verdades sobre proteção e gestão do dado

Violações de dados influenciam gestão de acesso

Saúde do dado: Líderes debatem pontos vulneráveis e estratégia de recuperação

ANPD deveria ser independente do governo?

 

 



Newsletter

Rangel Rodrigues
Wagner Barcelos
Alex Amorim
Rangel Rodrigues

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS