Grupo Lactalis diz que está na mira de ciberataques

Companhia dona de marcas como Parmalat, Itambé e Elegê diz que tomou novas medidas para evitar que operação brasileira seja atacada

Por: Redação, ⌚ 02/03/2021 às 18h10 - Atualizado em 04/03/2021 às 19h02

O Grupo Lactalis, com sede em Laval (Mayenne) e que opera no Brasil com as marcas Parmalat, Presidént, Elegê e Itambé, informou as autoridades europeias na sexta passada, 26 de fevereiro, que foi vítima de um ataque cibernético.

 

A companhia segue com as investigações e informou que não sofreu violação de dados, porém, detectou intrusos na rede de computadores e que imediatamente foram tomadas medidas de proteção para conter o ataque.

 

Procurada pela Security Report, a assessoria do Grupo Lactalis informou que, para evitar invasões e ação de agentes maliciosos, está implementando um plano de proteção no Brasil.

 

Security Report disponibiliza o comunicado oficial do Grupo Lactalis sobre o incidente:

 

“Apesar da utilização de firewalls e potentes sistemas de proteção de dados, o Grupo Lactalis vem sendo alvo de tentativas de ataques virtuais em países onde tem operação. Para evitar invasões e ação de agentes maliciosos, a empresa está implementando um plano de proteção no Brasil que inclui as seguintes ações:

 

– Instalação de novos softwares de proteção em todas as máquinas utilizadas por colaboradores nas sedes da empresa e, inclusive, em home office;

 

– Adoção de novos protocolos de proteção de dados com orientação aos funcionários para minimizar risco de ataques;

 

– As equipes responsáveis pelo setor de Tecnologia de Informação do Grupo Lactalis estão avaliando o episódio em conjunto com as autoridades competentes com o objetivo de identificar o agente que está por trás das invasões e garantir responsabilização legal dos mesmos.”



Newsletter

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS