Cisco investe US$ 10 mi em bolsas para Segurança Digital

Empresa intensifica esforços para prover capacidade técnica necessária com intuito de manter organizações seguras e produtivas, prevendo escassez de profissionais até 2019

Por: Redação, ⌚ 16/06/2016 às 16h27 - Atualizado em 27/06/2016 às 16h29

A segurança digital oferece a base essencial e necessária à proteção das empresas para que elas possam gerar confiança, operar com agilidade, agregar valor e crescer. Entretanto, pesquisas apontam que haverá, no mundo, uma escassez de dois milhões de profissionais de segurança digital até 2019. Para ajudar a suprir esta necessidade de competências na área, a Cisco está lançando o Global Cybersecurity Scholarship – um programa global de bolsa de estudos em segurança digital com investimento de US$ 10 milhões, além de anunciar atualizações em seu portfólio de certificações em segurança.

Programa global de bolsas de estudo

Para resolver o déficit de talentos em segurança digital, a Cisco planeja investir US$ 10 milhões, durante dois anos, em um programa global de bolsas de estudo em segurança digital, aumentando a disponibilidade de talentos com proficiência crítica nessa área.
A Cisco oferecerá capacitação, mentoria e certificação alinhados à função de um analista de segurança.

Além disso, a companhia oferece este programa com parceiros-chave (Cisco Authorized Learning Partners), a partir de agosto de 2016. Este curso tem como objetivo resolver o déficit de competências críticas que existe atualmente no setor, proporcionando a disponibilidade de talentos necessária ao mercado de trabalho para enfrentar os desafios atuais e futuros de segurança de rede.

Atualizações no portfólio de certificações

A Cisco está anunciando a adição de uma nova certificação Ciber Ops ao seu portfólio de certificações de segurança, além de atualizar a certificação CCIE (Cisco Certified Internetwork Expert) em Segurança.

Outra certificação oferecida é a CCNA (Cisco Certified Network Associate) Cyber Ops, dirigida à função do analista de segurança que trabalha em um Centro de Operações de Segurança (SOC – Security Operations Center) para monitoramento de sistemas e detecção de ataques. O curso apresenta aos profissionais de TI algumas das competências necessárias para trabalhar em um SOC, oferecendo conhecimento sobre como as respostas podem ser coordenadas.

Essa certificação CCNA Cyber Ops amplia as opções de certificação existentes da Cisco para o nível de associado, incluindo a denominada CCNA Security, que foca na função de administrador de segurança de rede.

A Cisco anunciou a atualização da certificação CCIE Security, que aborda novas competências em nível avançado e o conhecimento necessário para o preparo dos funcionários de segurança para tecnologias e ameaças de segurança em constante evolução. Esta revisão inclui avaliações sobre as mais recentes tecnologias de segurança, incluindo proteção avançada contra ameaças e malware, última geração de IPS (Intrusion Prevention System), virtualização, automação e intercâmbio de informações. Inclui ainda uma nova abordagem de avaliação com o objetivo de garantir que os candidatos demonstrem conhecimentos e habilidades em tecnologias em evolução, como Programação de Rede, Cloud e Internet das Coisas (IoT).

Para Jeanne Beliveau-Dunn, vice-presidente e gerente geral de serviços da Cisco, “a segurança digital é essencial para o sucesso no mundo digital. Muitos CEOs, em todo o mundo, nos contam que sua capacidade de inovação é freada pelas preocupações com a segurança no mundo digital. Isso gera uma grande demanda futura por um conjunto de habilidades que, atualmente, não existe em grande escala. A Cisco desenvolve este programa de bolsas para impulsionar o aumento de novos talentos. Isso inclui a oportunidade de diversificar a indústria de segurança de TI, atingindo pessoas em todo o mundo, incluindo os mais velhos, as mulheres e jovens iniciando suas carreiras, inspirando-os a entrar na profissão de segurança digital. Este é apenas um começo em termos de capacitação, treinamento e reeducação da força de trabalho de TI, para que eles possam se transformar nos profissionais de segurança necessários para resolver a atual escassez de talentos”.

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS