UDP da Arcserve oferece segurança para empresas de todos os portes

Solução "all-in-one” promete atender às demandas por segurança e disponibilidade de dados tanto das grandes corporações como das médias e pequenas empresas

Por: Redação, ⌚ 30/11/2018 às 11h04 - Atualizado em 30/11/2018 às 11h04

Uma plataforma “all-in-one”, operacional tanto em ambiente na nuvem, como virtual ou físico, capaz de atender às demandas por segurança e disponibilidade de dados tanto das grandes corporações como das médias e pequenas empresas. Essa é a proposta da suíte Unified Data Protection (UDP) da Arcserve.

Entre seus principais benefícios operacionais estão o fato de o UDP ser uma solução unificada, fácil de ser implementada e operacionalizada no dia a dia. A solução da Arcserve entrega recursos de nuvem, disponibilidade absoluta, recuperação automatizada de desastre bem como de ponto e de tempo de recuperação e flexibilidade de licenciamento.

“O Arcserve UDP reúne tecnologias de backup, replicação, alta disponibilidade e desduplicação global verdadeira. Ao eliminar os dados redundantes e permitir que todos os dados de origem e destino também possam ser desduplicados em cada um dos servidores da empresa, o UDP gera uma significativa economia de espaço, em alguns casos superiores a 90%, o que se traduz em economia de recursos”, detalha Daniela Costa, vice-presidente de vendas e canais para a América Latina da Arcserve.

A abordagem do Arcserve UDP permite que as tradicionais e complexas leituras das necessidades atuais dos ambientes de TI sejam substituídas por modernas estratégias automatizadas de proteção dos dados sensíveis das empresas.

Através do Arcserve UDP, hoje mais de 45.000 departamentos de TI em todo o mundo passaram a contar com uma capacidade de disponibilidade de dados que abrange uma ampla gama de opções que vai desde o armazenamento seguro de longo prazo até o cumprimento das complexas legislações vigentes, passando pela recuperação de desastres e pela alta disponibilidade das informações.

 



Newsletter

Abian Laginestra
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS