Seis dicas para não cair nos golpes do WhatsApp

Criminosos utilizam mensagens falsas para enganar usuários do aplicativo; é fundamental desconfiar de ofertas imperdíveis e links desconhecidos

Por: Redação, ⌚ 11/10/2018 às 14h10 - Atualizado em 11/10/2018 às 14h10

Atualmente, o WhatsApp registra a marca de 1,5 bilhão de usuários no mundo. No Brasil, já são mais de 120 milhões. Por conta de números tão grandiosos os usuários desse app se tornaram alvos de criminosos, que se aproveitam de mensagens falsas para aplicar golpes. De acordo com o levantamento da Kaspersky Lab, somente no início do ano, no Brasil, tivemos 2,5 milhões de vítimas, em cerca de 10 campanhas maliciosas espalhadas pelo país.

Segundo relatório da Segurança Nacional Digital no Brasil (Psafe), homens clicaram em 30 milhões de links maliciosos recebidos pelo app de mensagens no primeiro trimestre de 2018. Três vezes mais que as mulheres.

Em meio a um cenário preocupante como esse, Roni Serafim, especialista em segurança da Arcon, afirma que é fundamental seguir algumas dicas de segurança.

– Desconfie de mensagens que apresentem erros gramaticais ou de grafia.

– Avalie criticamente mensagens que solicitem compartilhamento de conteúdo com lista de contatos.

 

– Não acesse links de origem desconhecida ou mensagens que peçam para clicar em um endereço específico.

– Não responda mensagens de desconhecidos pedindo dados pessoais.

– O WhatsApp é gratuito. Ou seja, não é necessário pagar nada para usá-lo.

– Ao receber uma mensagem de empresas com links de promoções, confira sempre no site oficial da companhia se a oferta é verdadeira.

 

Se mesmo seguindo essas indicações a pessoa perceber que caiu num golpe, alerte seus contatos e atualize as proteções do seu dispositivo.

 



Newsletter

Abian Laginestra
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS