O backup da sua empresa está ‘realmente’ funcionando?

Segundo Alexandre Paoleschi, CEO da Konics.it, o backup é a última, e mais importante, barreira que a empresa tem para proteger suas informações; se acontecer algum incidente e alguém precisar recuperar algum dado, é fundamental que o esse serviço esteja funcionando corretamente

Por: Redação, ⌚ 22/06/2017 às 18h31 - Atualizado em 22/06/2017 às 18h31

Evitar que sua companhia seja alvo de um ataque ransomware ou outro tipo de ciberataque é um desejo utópico e sabemos disso. Por mais investimento que se tenha em ferramentas sofisticadas de segurança das informações, os criminosos virtuais sempre encontram uma brecha para atacar.

 

Segundo dados do ESET, publicado no “Relatório de Tendência: A Segurança como Refém”, em todo o mundo, o ransomware continuará sendo o principal vetor de ataques cibernéticos, porém mais sofisticado. Entre as novas ameaças que devem ganhar força está o Ransomware das Coisas (RoT), o qual prevê a possibilidade dos cibercriminosos sequestrarem os dados dos dispositivos para exigir um pagamento de resgate.

 

De acordo com o FBI, nos primeiros três meses de 2016, mais de US$ 209 milhões foram pagos para resgates ransomware, um aumento de US$ 25 milhões de comparado com o mesmo período de 2015. Em junho desse ano, vivenciamos o maior ciberataque da história, que infectou mais de 200 mil computadores e causou prejuízo para empresas e organizações de todo o mundo.

 

Mas há como não ser a próxima vítima e proteger os dados corporativo?

 

A melhor saída para não perder dinheiro com o resgate e ter seus dados preservados é investindo na gestão de backup, priorizando a cópia de segurança das informações da sua empresa.

 

O backup é a última, e mais importante, barreira que a empresa tem para proteger suas informações. Se acontecer algum incidente e alguém precisar recuperar algum dado, é fundamental que o esse serviço esteja funcionando corretamente. Caso contrário, trabalhos, contratos e muitos outros assuntos relevantes podem se perder para sempre.

 

Hoje, um bom serviço de armazenamento de dados é muito mais do que apenas uma cópia de arquivos. É preciso contar com um sistema que tenha processos, modelo de gestão e sistema inteligente, capazes de compreender a rotina das empresas e trabalhar para garantir a continuidade do negócio diante a um desastre, além de prover informações relevantes para atender a exigências de auditoria e entregar a tranquilidade que nossos clientes necessitam e merecem.

 

Ao fazer isso, você passa a ter mais segurança na gestão de informações, maior eficiência dos processos, garantia de disponibilidade dos dados, transparência e redução de custos. E o mais importante: impedir que sua empresa ‘pare’ de funcionar e acumule prejuízos.

 

Portanto, tenha em mente que não adianta só investir em soluções tecnológicas, se você não gerenciar corretamente suas informações. Para economizar dinheiro, algumas organizações deixam de fora do backup arquivos importantes ou ainda não testam se seus sistemas estão funcionando. Por isso, priorize a gestão do backup na sua empresa como uma das alternativas mais eficientes para garantir a tranquilidade ao seu negócio.

 

* Alexandre Paoleschi é CEO da Konics.it

 

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS