Neotel lança serviço de Criptografia as a Service para auxiliar as PME’s a se adequarem à LGPD

Pesquisa da National Cyber Security Alliance revela que mais de 70% dos ataques são direcionados às PME’s.

Por: Redação, ⌚ 18/09/2019 às 15h44 - Atualizado em 18/09/2019 às 15h44

A Neotel anuncia um novo serviço de segurança da informação voltado para o mercado das PME’s. Devido ao perfil das pequenas e médias empresas, das pressões sobre o negócio e requerimentos de legislação e conformidade, a Neotel passa a ofertar “Criptografia as a Service”, serviço de anonimização de dados, para pequenas e médias empresas.

 

“Segundo uma pesquisa da National Cyber Security Alliance, mais de 70% dos ataques são direcionados às PME’s, isso porque os atacantes se aproveitam da fragilidade decorrente da falta de cultura de segurança e ausência de soluções de proteção específicas para esse segmento. Esse foi um dos motivos que nos levou a criar serviços característicos para as pequenas e médias empresas, entre eles a “Criptografia as a Service””, diz José Ricardo Maia Moraes, diretor da Neotel.

 

As PME’s no Brasil já são mais de 10 Milhões, incluindo microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas. Nesse universo, mais de 95% das empresas do país são representadas pelos pequenos negócios. Além da quantidade de empresas, esse segmento possui um forte impacto na economia, representando 52% dos empregos formais gerados no país.

 

Um dos grandes desafios para essas empresas é garantir a segurança dos dados de seus clientes. Com isto, a conformidade com a LGPD não é uma opção, mas uma obrigação que possui prazo para ser alcançada (agosto de 2020). As sanções, que se aplicam à todas as empresas, podem chegar a 2% do faturamento – limitado a 50 milhões por processo. “Além dos eventuais prejuízos financeiros e à imagem da empresa, a LGPD será a métrica que o mercado irá medir seus prestadores de serviços e as PME’s que não garantirem a segurança e a integridade dos dados de seus clientes perderão espeço e podem até mesmo deixar de existir”, explica José Ricardo.

Criptografia as a Service

 

Ao contratar a “Criptografia as a Service”, a empresa apenas informa as políticas de segurança e o local onde os dados precisam ser protegidos e a Neotel fornece: consultoria para determinar a melhor alternativa de criptografia para o ambiente  nas instalações do cliente, na Nuvem ou em ambos; todos os softwares necessários; projeto; implementação; documentação; operação; suporte técnico; manutenção e monitoramento; além de relatórios customizados com métricas e indicadores para os times de Operação de TI, Segurança, Governança, Risco, Compliance e Jurídico.

 

Futuramente, a Neotel projeta lançar outros serviços para o público das pequenas e médias empresas. “Estamos estudando um novo formato de treinamento segmentado para as PME’S, para capacitar funcionários com ou sem experiência em TI”, finaliza Moraes.



Newsletter

Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Alex Amorim

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS