Smartphone como aliado da indústria de meios de pagamento

Segundo Alessandro Rabelo, diretor de Produtos da Visa do Brasil, tokens de autenticação, geolocalização e reconhecimento biométrico são algumas funções disponíveis nos celulares que permitem reforçar a segurança nas transações financeiras

Por: Redação, ⌚ 30/10/2017 às 17h07 - Atualizado em 30/10/2017 às 17h07

O que é mais fácil de você esquecer em casa: a carteira ou o celular? Eu tenho quase certeza que a maioria responderia a primeira opção. Eu mesmo posso dizer que não saio de casa ou de qualquer lugar sem meu telefone. E a indústria de tecnologia de pagamento está atenta a isso e tem trabalhado cada vez mais em parceria com a de telefone celular. Listei aqui alguns exemplos de como o celular e meio de pagamento estão revolucionando a forma como você realiza suas compras.

 

1 – Vamos começar com o fato de que você já consegue pagar com o celular. Já é possível inserir dentro do aparelho as credenciais do seu cartão e pagar uma conta com o celular. Com a chegada dos Pays, mais pessoas estão tendo acesso a essa tecnologia. Basta aproximar o celular do terminal de pagamento, inserir sua senha caso seja solicitado e pronto!

 

2 – A questão de segurança como em todos os produtos e serviços da Visa é crucial e com o celular não seria diferente. A solução dos Pays, por exemplo, é apoiada pela tecnologia Visa Token Service (VTS), desenhada para permitir a realização de compras sem expor detalhes que possam ser comprometidos por fraudadores. Essa tecnologia inovadora da Visa substitui informações importantes como os 16 dígitos do cartão, data de validade e código de segurança por um identificador digital único chamado Token de Pagamento – permitindo compras mais seguras em dispositivos móveis.

 

3 – Para que toda essa revolução acontecesse, primeiro é preciso fazer com que ela seja aceita. Por isso, a Visa trabalhou e tem trabalhado com a indústria para atualizar a tecnologia das maquininhas para que também aceitem pagamento sem contato. O Brasil possui parque de aceitação desta tecnologia desde 2008, quando lançamos o primeiro cartão contactless, e hoje somos um dos maiores do mundo.

 

4 – Você já teve uma compra negada no exterior pelo seu banco? Isso é mais comum do que se imagina e normalmente o motivo não é falta de limite de crédito, mas sim de uma proteção do banco. A Visa está trabalhando com os emissores para melhorar essa experiência. Em 2016 foi lançado o Mobile Location Confirmation (MLC), serviço que utiliza dados de geolocalização para validar transações feitas com o cartão de pagamento. A solução está prestes a chegar no Brasil e vai facilitar a vida de muita gente. Em tempo real, o MLC faz o cruzamento da localização do seu celular e já avisa ao emissor.

 

5 – Cresce também o interesse dos consumidores finais pelos serviços de autoatendimento e o celular tem uma grande influência nesta tendência global.  Uma solução da Visa chamada Consumer Transaction Control deve chegar no Brasil nos próximos meses. Ela possibilita que os emissores ofereçam aos seus portadores, dentro do aplicativo móvel, a capacidade de definir limites de gastos, proibir transações internacionais ou suspender temporariamente seus cartões em caso de roubo, por exemplo. Tudo isso, só com o celular, aumentando segurança e conveniência.

 

6 – E até a selfie entrou no jogo. Visa e Banco Neon anunciaram esse ano solução de tecnologia que permite autenticação de compras online por meio de selfie. No mundo físico, por exemplo, é a senha para o cartão com chip. No mundo online, a solução oferecida pela Visa ao Banco Neon permite que a autenticação da transação seja realizada pela própria selfie já cadastrada, de forma simples e com segurança, no aplicativo do banco.

 

Listei algumas que foram destaque esse ano, mas em nossas sessões de cocriação com os clientes enxergamos uma série de outras funcionalidades que aliam conveniência de pagamento com as funcionalidades do celular. Sejam elas aplicativos mais modernos para acesso à conta de pagamento, pagamento entre pessoas (P2P) por rede social ou aplicativo de mensageria, enfim, muita coisa estar por vir. Em pouco tempo, esquecer a carteira em casa, não será mais um problema.

 

* Alessandro Rabelo é diretor de Produtos da Visa do Brasil

 



Newsletter

Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS