Códigos maliciosos para Android sobem 45.000%

Relatório da G Data revela que surgem 6,5 novas ameaças por minuto, mais de 9 mil por dia, e expectativa é chegar ao fim do ano com 4 milhões

Por: Redação, ⌚ 15/08/2016 às 14h22 - Atualizado em 06/09/2016 às 14h33

A G Data, fornecedora de soluções antivírus, representada no Brasil pela FirstSecurity, divulgou novo relatório sobre ameaças mobile com um número alarmante: somente no primeiro semestre deste ano foram registradas mais de 1 milhão e 700 mil novas ameaças, um aumento de 30% em comparação com a segunda metade de 2015. A cada minuto surgem 6,5 novos programas maliciosos dedicados aos aparelhos móveis, ou seja, mais de 9.400 por dia. A expectativa é chegar a mais de 4 milhões e 250 mil no final de 2016.

Enquanto a quantidade de tipos de vírus de computador contra os usuários do Android somava 3.800 espécies em 2011, após 5 anos o número de malware subiu 44.737%, o que confirma a necessidade do uso de proteção avançada contra as ameaças cibernéticas.

Segundo o relatório da G Data, o ransomware (um código que sequestra dados dos dispositivos móveis e computadores em troca de resgate em dinheiro) é a ameaça que mais vem crescendo e com uma situação preocupante: as campanhas de ataque usadas pelos criminosos cibernéticos têm atingido um novo nível de sofisticação. Até agora, os aplicativos maliciosos ficavam em um dispositivo móvel, pois os usuários tinham instalado um app, geralmente a partir de fontes inseguras. No entanto, os cibercriminosos descobriram uma nova forma de contaminar os aparelhos com um ransomware a partir de outros tipos de malware em dispositivos, sem qualquer interação do usuário. Por exemplo, ao visitar um website que foi manipulado pelos criminosos é possível infectar o dispositivo móvel sem que o usuário perceba.

Para atingir seus objetivos, os criminosos cibernéticos se utilizam de servidores e websites especialmente preparados e lançam campanhas de e-mail, SMS ou publicidade para atrair os usuários.



Newsletter

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS