AMD comenta atualizações de segurança em seus processadores

De acordo com Mark Papermaster, VP sênior e Diretor de Tecnologia da AMD, reforça que a companhia está trabalhando em conjunto com outros players da indústria para disponibilizar patches para seus produtos

Por: Redação, ⌚ 16/01/2018 às 16h36 - Atualizado em 16/01/2018 às 16h36

Em 3 de janeiro a divulgação pública de que várias equipes de pesquisa descobriram problemas de segurança relacionados à forma como os microprocessadores modernos lidam com a execução especulativa trouxe à tona a vigilância necessária e constante para proteger e manter dados seguros. Essas ameaças procuram contornar os controles de arquitetura do microprocessador que preservam os dados.

 

Na AMD, a segurança é nossa principal prioridade e estamos trabalhando continuamente para garantir a segurança de nossos usuários à medida que surgem novos riscos. Como parte dessa vigilância, queria atualizar a comunidade sobre nossas ações para resolver a situação.

 

Google Project Zero (GPZ) Variant 1 (Bounds Check Bypass ou Spectre) é aplicável aos processadores AMD

 

– Acreditamos que esta ameaça pode ser contida com um patch de sistema operacional (SO) e trabalhamos com provedores de sistema operacional para resolver esse problema.

 

– A Microsoft está distribuindo patches para a maioria dos sistemas AMD. Estamos trabalhando juntos para a colaborar com a correção do problema que pausou a distribuição de patches para alguns processadores AMD mais antigos (AMD Opteron, Athlon e AMD Turion X2 Ultra) no início desta semana. Esperamos que este problema seja corrigido em breve e a Microsoft deve retomar as atualizações desses processadores mais antigos na próxima semana. Para obter os detalhes mais recentes, consulte o site da Microsoft.

 

– Os fornecedores de Linux também estão implantando patches em produtos AMD.

 

GPZ Variant 2 (Branch Target Injection ou Spectre) é aplicável aos processadores AMD

 

– Embora acreditemos que as arquiteturas de processadores da AMD tornam difícil explorar a Variant 2, continuamos a trabalhar em estreita colaboração com a indústria nesta ameaça. Nós definimos etapas adicionais através de uma combinação de atualizações de microcódigo de processador e OS patches de sistema operacional que disponibilizaremos para clientes e parceiros AMD para conter ainda mais a ameaça.

 

– AMD disponibilizará atualizações de microcódigos opcionais para nossos clientes e parceiros para processadores Ryzen e EPYC a partir desta semana. Esperamos disponibilizar atualizações para nossos produtos de geração anterior nas próximas semanas. Essas atualizações de software serão providenciadas por fornecedores de sistemas e fornecedores de sistemas operacionais; verifique com seu fornecedor as informações mais recentes sobre a opção disponível para sua configuração e requisitos.

 

– Os fornecedores de Linux começaram a lançar os patches do sistema operacional para sistemas AMD, e estamos trabalhando em colaboração com a Microsoft no momento da distribuição dos seus patches. Também estamos envolvidos com a comunidade Linux no desenvolvimento de mitigações de software “retorno trampolim” (Retpoline).

 

GPZ Variant 3 (Rogue Data Cache Load ou Meltdown) não é aplicável aos processadores AMD

 

– Acreditamos que os processadores AMD não são suscetíveis devido ao uso de proteção de nível de privilégio dentro da arquitetura de paging, sendo assim nenhuma mitigação é necessária.

 

Também houve perguntas sobre arquiteturas de GPU. As arquiteturas AMD Radeon GPU não usam execução especulativa e, portanto, não são suscetíveis a essas ameaças.

 

Nós forneceremos atualizações adicionais conforme apropriado, já que a AMD e a indústria continuam a trabalhar em colaboração para desenvolver soluções de mitigação para proteger os usuários dessas últimas ameaças de segurança.

 

* Mark Papermaster é vice-presidente sênior e Diretor de Tecnologia da AMD

 



Newsletter

Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Graça Sermoud

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS