Hillstone Networks aponta que 2019 será o ano pós-regulamentações

Cenário desencadeará mais atenção de organizações públicas e privadas em relação à segurança da informação

Por: Redação, ⌚ 04/12/2018 às 11h48 - Atualizado em 04/12/2018 às 11h48

A Hillstone Networks aponta que 2019 será o ano pós-regulamentações, o que desencadeará maior atenção de organizações públicas e privadas à área de segurança. Por este motivo, quatro temas estarão em evidência no próximo ano: compliance, nuvem, Inteligência artificial e IoT.

 

De acordo com a fornecedora de soluções de segurança em rede, é preciso atentar-se ao cumprimento das legislações e ter em mente que as ameaças envolvem atores com motivações e interesses múltiplos.

 

Dentre as quatro áreas destaque para:

 

Compliance – Mesmo havendo ramificações globais destes regulamentos globais, os esforços de conformidade das empresas ainda são complexos. Isto porque podem interagir e potencialmente entrar em conflito. E o outro desafio latente aos times de segurança é como preservar a eficiência operacional enquanto implementam medidas de conformidade.

 

Atenção a três pontos:

-gerenciamento de informações pessoais;
-armazenamento de dados;
-transferência transnacional de dados.

Nuvem – Como diferentes regiões globais estão em diferentes estágios de aceitação da nuvem, há a adoção de vários tipos de implantação em coexistência, tais quais nuvem pública, nuvem privada, nuvem híbrida, nuvem comunitária, multi-cloud, e etc. Os requisitos de segurança e tecnologia para essas implantações são diversos e eles são cada vez mais parte do investimento corporativo da empresa.

 

Inteligência artificial – O big data pode ser muito sensível aos dados de entrada, e os hackers aproveitam para infectá-los e fazer com que o mecanismo tome as decisões erradas. Por último, mas não menos importante, os dados que são divulgados geralmente são extremamente importantes e precisam ser protegidos.

 

IoT – É notória a falta de conscientização e foco em segurança, bem como a falta de interação do usuário final com os dispositivos – o que resulta em menos chances de detectar possíveis violações. Soluções de segurança específicas para segmentos do mercado de IoT têm sido observadas, como a segurança para carros inteligentes e redes de câmeras. Este mercado crescerá em 2019 e a adoção do IoT em larga escala será observado nos próximos anos. A segurança, nestes casos, será orientada pelos requisitos de conformidade e de proteção de dados.

 

Tendo segurança como parte estratégica e não apenas mais uma área do negócio, as organizações devem buscar soluções que auxiliem na auditoria e compliance, atuando diretamente com as normas de GDPR e LGPD, reduzindo custos e penalidades.

 



Newsletter

Abian Laginestra
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues
Rangel Rodrigues

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS