Check Point protege as conexões de Internet do Microsoft Azure das filiais e os aplicativos SaaS contra ciberataques

As soluções reúnem inteligência para proteger contra ameaças de 86 bilhões de decisões de segurança, 4 milhões de emulações de arquivos e 7 mil ataques de zero day diariamente

Por: Redação, ⌚ 08/11/2019 às 18h34 - Atualizado em 08/11/2019 às 18h34

A Check Point busca proteger cada vez mais todo o tipo de conexões da solução Microsoft Azure, bem como de soluções SaaS contra as mais diversas ciberameaças. As empresas têm acelerado o movimento de levar suas aplicações, cargas de trabalho e seus serviços dos data centers para a nuvem. Isto porque as organizações se tornam cada vez mais distribuídas, necessitando soluções flexíveis que ofereçam aplicações com um desempenho seguro e previsível em uma presença global. Outra importante necessidade atual das empresas é conectar com segurança as suas filiais à Internet e aos aplicativos em nuvem (SaaS).

 

No Microsoft Ignite, em Orlando, na Flórida (EUA), a Check Point e a Microsoft apresentam a solução CloudGuard Connect como uma aliada na segurança e confiança para o novo Microsoft Azure Firewall Manager. Com o Check Point CloudGuard Connect os serviços de segurança fornecidos em nuvem estão agora hospedados no ambiente Azure e os clientes obtêm conectividade e segurança ideais em todo o mundo. Os clientes Microsoft Azure podem implementar perfeitamente a prevenção de ameaças Check Point Cloud Guard para proteger as conexões das suas filiais à Internet e às aplicações SaaS.

O Check Point CloudGuard Connect oferece às organizações de todos os portes uma segurança avançada e integrada na prevenção de ameaças, reduzindo a complexidade e o custo total de propriedade. A Check Point protege as empresas contra ciberataques.
A solução permite a prevenção de ameaças com alta taxa de bloqueio. A Check Point obteve a pontuação mais alta de eficácia de segurança no grupo 2019 do NSS Labs Breach Prevention Systems (BPS). Além disso, proporciona soluções de segurança inovadoras que combinam inspeção em nível de CPU patenteada e hospedada na nuvem e sandboxing, em nível de sistema operacional, de forma a evitar a infecção dos mais perigosos ataques zero day e ataques sofisticados geração 5 (Gen V).

 

O Check Point CloudGuard Connect também permite a inteligência de segurança em tempo real da rede Check Point ThreatCloud™. A ThreatClould processa transações diárias das soluções nos clientes e reúne inteligência contra ameaças de 86 bilhões de decisões de segurança, 4 milhões de emulações de arquivos e 7 mil ataques de zero day todos os dias. E, ainda, a flexibilidade para implementar a segurança de filiais em vários locais em poucos minutos.



Newsletter

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS