Axur lança o ‘Quarentena Sem Fraudes’ para denúncia e remoção de sites

Iniciativa tem o intuito de tirar do ar os sites fraudulentos que promovem informações falsas sobre a Covid-19 em nome de entidades governamentais, instituições sem fins lucrativos e/ou OMS. Site será aberto a todos que também queiram denunciar

Por: Redação, ⌚ 06/04/2020 às 17h33 - Atualizado em 06/04/2020 às 17h33

A partir de agora, o site axur.com/quarentenasemfraudes estará disponível para denúncia de fraudes relacionadas ao coronavírus. A iniciativa da Axur nasceu para evitar que a população seja explorada por fraudadores da internet.

 

Com o Quarentena sem Fraudes, qualquer pessoa poderá fazer denúncias. Os links em nome de organizações oficiais – entidades governamentais, instituições sem fins lucrativos e/ou OMS – serão avaliados por uma equipe dedicada da Axur, a fim de identificar esses sites que promovem informações falsas ou visam aplicar algum golpe na população. Por fim, se confirmada a fraude, todos os esforços necessários serão feitos para que o site seja retirado do ar.

 

“Vivemos atualmente um momento crítico no mundo, onde o isolamento social passou a ser a melhor forma de segurança e contenção da propagação do tão temido novo coronavírus. Com isso, as compras online, o trabalho remoto e todas as interações virtuais passaram a ser mais frequentes, inclusive para quem não tinha esse hábito antes. Com mais pessoas conectadas e mais fraudes sendo espalhadas, o risco das pessoas caírem em golpes, infelizmente, acaba aumentando.”, comenta Fábio Ramos, CEO da Axur.

 

As fraudes pela internet mudaram o foco e diversos sites estão se passando por órgãos oficiais para se aproveitarem da fragilidade da população nesse momento de crise, muitas vezes fingindo vender produtos que poderiam ser úteis, mas que na verdade são fraudes ou golpes durante o período de quarentena. Por isso, a Axur está liderando a iniciativa voluntária com o intuito de retirar do ar todos os sites que fingem ser entidades governamentais e trabalham na contramão da batalha contra o vírus.

 

“Não é justo que cada vez mais brasileiros sejam vítimas dos criminosos digitais, principalmente no atual cenário em que vivemos. Tivemos essa ideia de criar o Quarentena sem Fraudes exatamente para diminuir esse número. O intuito do site é que todos se unam para denunciar todo e qualquer site que seja fraude. Isto está em linha com nossa missão de tornar a internet um lugar mais seguro”, comenta o executivo.

 

Além das práticas já tradicionais de phishing, os criminosos digitais estão agora compartilhando informações verdadeiras já mencionadas por órgãos oficiais, como é o caso das mensagens sobre benefícios que ainda estão sendo estudados pelo governo, mas que não tiveram um lançamento oficialmente. No entanto, os links originais são alterados para sites que direcionam para o cadastro dos usuários e, automaticamente, para o roubo das informações. Os domínios com o nome da instituição atrelados às palavras “relacionamento” e “oficial” são dois dos mais utilizados para esse tipo de golpe.

 

A Axur listou também algumas dicas principais para ajudar a população na verificação de uma possível fraude, ou não:

 

Compre em sites confiáveis: Desde as compras de supermercado, com o álcool gel incluso, até roupas e sapatos, lembre-se sempre de entrar diretamente no site da empresa, digitando a URL no navegador, e comprar nos sites que já são conhecidos. Aquele termo “bom demais pra ser verdade” cabe exatamente nos casos das promoções relâmpago que aparecem nas redes sociais das marcas. Se gerou dúvida, entre diretamente no site da empresa e cheque se essa promoção existe mesmo.

 

Não cadastre seus dados em tudo: Antes de cadastrar os dados, confirme se é um site de confiança. Nessas horas, é bom inclusive checar nos sites de reclamação se já há algum registro de outros usuários.

 

Preste atenção nos links: Não clique em todos links que você receber. Os domínios relacionamento.com e oficial.com são domínios falsos muito utilizados nesse momento. Atente-se também para links que comecem em um idioma e terminam em outro.

 

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS