CA Technologies aposta em Segurança no desenvolvimento

Para companhia, o tema é estratégico e um dos pilares que devem reger as empresas daqui em diante; segundo o presidente da companhia, Marcel Bakker, é imprescindível que segurança esteja embutida no estágio inicial de um novo produto

Por: Alexandre Finelli, ⌚ 13/12/2017 às 17h28 - Atualizado em 18/12/2017 às 13h58

Para a CA Technologies, o software está no centro dos negócios digitais e as empresas que entendem a importância dele nos dias de hoje obtêm lucros 70% maiores. No entanto, uma tecnologia eficiente, além de proporcionar agilidade, desempenho, insights para tomadas de decisões e aperfeiçoar a experiência do usuário, ela precisa ser segura.

 

Não por acaso, a Segurança da Informação é um dos quatro pilares que compõem hoje o conceito da “Moderna Fábrica de Software” da CA Technologies, ao lado da agilidade, automação e insights. Segundo o presidente da companhia, Marcel Bakker, a segurança é algo que precisa estar embutido já no estágio inicial de um produto (security by design).

 

Em abril desse ano, a CA anunciou a compra da Veracode, companhia de segurança para aplicações web e móveis ao longo do ciclo de desenvolvimento de software. Na ocasião, Denyson Machado, VP de Cybersecurity Latam da CA Technologies, afirmou que “a chegada da empresa permitia elevar o nível da segurança de suas aplicações com revisões e buscas por vulnerabilidades de maneira antecipada ainda durante o estágio inicial de desenvolvimento.

 

Em uma pesquisa comissionada pela CA Technologies com 1.200 líderes de TI em todo o mundo, apenas 26% das empresas afirmaram que possuem processos internos para testar a segurança dos seus softwares e 34% acreditam que as culturas e práticas suportam colaboração no desenvolvimento, operações e segurança da TI.

 

Segundo levantamento do Gartner, o mercado demanda soluções adaptáveis às novas metodologias e à crescente complexidade das aplicações. Até 2019, mais de 50% do total de iniciativas em DevOps terão incorporado provas de segurança de aplicações para códigos desenvolvidos sob medida. Isso representa um salto importante, já que, em 2016, o índice foi menor que 10%, segundo a consultoria.

 

Mainframe

Considerada uma tecnologia tradicional, o mainframe assume um papel estratégico nessa nova realidade de transformação digital. “O mainframe é uma plataforma poderosa com grande capacidade de processamento, além de ser extremamente segura”, afirma Carlos Jacobsen, VP Latam de Mainframe e Renewals.

 

O executivo conta que 70% das transações ocorridas hoje na internet passam por um mainframe. “Apesar de tradicional, a tecnologia passou por inúmeras transformações e hoje funciona utilizando recursos de Inteligência Artificial, o que permitiu uma evolução muito grande nesse mercado”, disse Jacobsen.

 



Newsletter

Graça Sermoud
Marcos Semola
Joaquim Garcia

/ VEJA TAMBÉM



/ COMENTÁRIOS