Awareness: Segurança como facilitador

Outubro é conhecido como o mês da Segurança da Informação e falar sobre Awareness Security ou Conscientização de Segurança da Informação para os colaboradores da organização é uma tarefa árdua e requer planejamento

Amplo, geral e irrestrito

Todas as terças e quintas-feiras em Brasília, um grupo de representantes de dez ministérios, liderados pelo coronel Arthur Sabbat, se reúne a portas
fechadas para discutir uma nova Política Nacional de Segurança Cibernética. A rotina foi estabelecida desde fevereiro deste ano, quando o Governo criou um grupo de trabalho com a desafiadora missão de estabelecer as diretrizes básicas de uma nova ordem brasileira, no mundo da Segurança da Informação

SbyI – segurança e sociedade da informação líquida

De acordo com Marcos Semola, especialista em cibersegurança, com o avanço da IoT e virtualização seremos capazes de interagir com coisas, falar e pedir informações, porém não saberemos onde os dados estarão e continuaremos adotando os mesmos mecanismos de segurança que já duram décadas

Transformação digital: como viabilizar?

Na visão do CIO da IMC, Joaquim Garcia, revisitar a estratégia, automatizar processos inteligentes, reter talentos e iniciativas top-down são ações determinantes para adotar uma mudança na prática

CSO: Experiência define a melhor estratégia

Como líder de SI, esteja cercado por pessoas que possuam a mesma visão que você, acreditam em sua liderança e seu projeto de cibersecurity, pois o poder da visão concede segurança, ânimo, motivação e propósito para que seu projeto se concretize

O valor da Cybersecurity para as empresas

O que fazer para a empresa aceitar ou não um processo de cibersegurança? O que fazer para o mercado formar profissionais capacitados e articulados para lidar com a matéria?

O novo Cyber Security Officer

Um relatório recente destacou que o CSO pode assumir características diferentes: Defender, Scientist, Sleuth, Hacker, Firefighter, Strategist e o Advisor. Mas quais habilidades definirão um bom líder de Segurança?

A Realidade da Gestão de Risco em Fornecedores

A “third party” é uma das grandes preocupações dos líderes, considerando a dificuldade de gerir de forma adequada o compartilhamento de dados da sua empresa com os serviços terceirizados, seja em cloud ou conexões externas

Gestão de Risco é para todas as empresas?

Se não houver um compromisso por parte da alta gestão não adianta nem começar a implementar. Caso siga adiante, vai servir apenas para criar uma imagem ilusória de um processo ineficaz e iludir alguns, como a gestão de terceiros (third-party), caso o ambiente tecnológico seja inspecionado sobre a maturidade em segurança da informação

CSO vs Board e como combater ciberataques

Os executivos estão cada vez mais interessados e abertos para ouvir os CSOs, mas esperam destes profissionais um diferente nível de comunicação na hora de se apresentar. A chave é ser claro, objetivo e não pecar




Newsletter

Rangel Rodrigues
Graça Sermoud
Marcos Semola
Joaquim Garcia